segunda-feira, 26 de julho de 2010

Justiça e Solidariedade

Essa é uma postagem curta, dedicada a uma distinção conceitual bem específica, embora bastante relevante. Trata-se, como indica o título, da distinção entre justiça e solidariedade. Podemos dizer que tanto justiça quanto solidariedade são formas de consideração pelo outro, mas de duas maneiras e por duas razões bem distintas. Enquanto na justiça a consideração pelo outro se dá na forma de respeito pela pessoa em geral, na solidariedade ela se mostra na forma de cuidado com certo indivíduo em particular. A justiça coloca a questão geral sobre como devemos tratar qualquer um que se encaixe como pessoa, quais são os seus direitos e os nossos deveres em relação a ele. Já a solidariedade coloca a questão sobre como devo me relacionar com certo indivíduo em especial, com sua biografia e seus traços particulares, com suas necessidades e vulnerabilidades próprias e dentro de uma relação concreta que ele tem comigo. Se ambas as formas de consideração pelo outro são, de certa maneira, complementares entre si, a relação em que, segundo autores como Kant e Derrida, ambas se encontram em perfeita harmonia é a amizade. Na amizade, eu ao mesmo tempo respeito o outro como pessoa em geral e cuido dele como um indivíduo único e especial.

4 comentários:

George Marmelstein disse...

O texto "Justice as a Larger Loyalty", de Rorty, tem tudo a ver com o post. Vale conferir:

http://www.ethical-perspectives.be/viewpic.php?LAN=E&TABLE=EP&ID=440

George Marmelstein

André Coelho disse...

Obrigado pela indicação. Para mim, o melhor texto a respeito é "The other of justice", de Axel Honneth, incluso na coletânea the Cambridge Companion to Habermas. Abraços!

Débora Aymoré disse...

André, desculpe, mas essa seria uma concepção de justiça contemporânea? Parece-me que ela foi entendida de modos diferentes na antiguidade. Abraço.

Anônimo disse...

opa, me interessei bastante pelo teu blog, também estou fazendo mestrado em área parecida e acho que seria legal uma troca de figurinhas. infelizmente, nao achei teu contato de email por aqui (e também nao é prudente deixar o meu em um comentário de blog, rs), mas vou tentar ao menos acompanhar as postagens.
abs,
roberta.